Plano de Saúde para MEI: entenda como funciona e quais são as regras

Postado em

O Plano de Saúde para MEI é uma segurança para a atuação do profissional autônomo. Ter gastos com exames, consultas e procedimentos compromete sua renda mensal. Para evitar esses imprevistos, aderir a um plano é uma medida fundamental. Mas, existem particularidades do Plano de Saúde para MEI? Quais são as regras de funcionamento? Confira no post!

Funcionamento do Plano de Saúde para MEI

O MEI ― Microempreendedor Individual ― é o profissional que trabalha por conta própria. Ele obtém um CNPJ e se habilita para a emissão de notas fiscais ao se legalizar como pequeno empresário. E qual a relação disso com o Plano de Saúde para MEI?

O cadastro ativo no CNPJ é um requisito obrigatório para quem deseja contratar esse tipo de plano. Vale destacar que as operadoras só autorizam a contratação dessa modalidade de plano para os microempreendedores individuais que estão inscritos no CNPJ há, no mínimo, 6 meses.

Além desse ponto sobre o funcionamento do Plano de Saúde para MEI, o interessado deve ter conhecimento de outra exigência das operadoras: é preciso adicionar de duas a três pessoas no contrato. Elas podem ser familiares ou o funcionário contratado pelo microempreendedor.

Mas por que você deve contratar um Plano de Saúde para MEI? Por que não aderir a um plano individual ou familiar?

Benefícios do Plano de Saúde para MEI

O sistema utilizado para o beneficiário MEI é semelhante ao utilizado em planos empresariais. Isso significa que ele tem uma melhor relação custo-benefício quando comparado ao plano individual ou familiar. E não é só o preço acessível que chama a atenção. O usuário tem à sua disposição uma rede credenciada mais abrangente, com profissionais, procedimentos e exames que, possivelmente, não seriam cobertos na modalidade individual. Vale destacar também que o processo de contratação da modalidade é menos burocrático.

Documentos para apresentar ao contratar o plano

Considerando que um requisito para contratar o Plano de Saúde para MEI é a inscrição ativa no CNPJ, o interessado deve apresentar o Certificado de MEI, que contém informações essenciais (CNPJ da empresa e NIRE), e o comprovante do CNPJ atualizado, pois é ele que comprova que o registro está ativo na Receita Federal. Essa é a forma encontrada de evitar fraudes na contratação desse plano.

Outros documentos adicionais podem ser exigidos por cada operadora, entretanto, os documentos pessoais certamente serão pedidos.

O Plano de Saúde para MEI é imprescindível, uma vez que o microempreendedor não deve correr o risco de ficar à mercê do Sistema Único de Saúde. Para quem trabalha por conta própria, perder horas para ser atendido compromete a receita mensal. Por isso, o plano vem para dar mais segurança e tranquilidade ao MEI.

Na hora de contratar um Plano de Saúde para MEI, avalie as alternativas disponíveis. Compare coberturas, vantagens e custos de cada um. O auxílio de uma corretora de seguros especializada é essencial para que você consiga um bom custo-benefício. Leia atentamente o contrato e esclareça suas dúvidas com o corretor.

Entre em contato com a CIPA Corretora para saber qual o Plano de Saúde para MEI mais adequado para você.

Como reduzir os custos do plano de saúde empresarial